27/07/2022

Aparelho resfria nervos para alívio direcionado da dor

Redação do Diário da Saúde
Aparelho resfria nervos para alívio direcionado da dor
O dispositivo flexível macio se dobra e estica com o corpo, sem a necessidade de hardware volumoso e rígido.
[Imagem: Northwestern University]

Aparelho antidor

Um dispositivo implantável, projetado para resfriar os nervos, diminuindo os impulsos dolorosos, fornece alívio da dor sob demanda - seu efeito analgésico pode ser ligado e desligado.

Quando testado em animais de laboratório com dor neuropática - ele ainda não foi aprovado para uso humano - o aparelho produziu resfriamento altamente localizado, aliviando a dor das cobaias.

Um dispositivo capaz de induzir analgesia local conforme a necessidade poderá ser um divisor de águas para o controle da dor, sobretudo para as dores crônicas, eventualmente dispensando os medicamentos, incluindo os problemáticos opioides.

O aparelho funciona com base no resfriamento analgésico do nervo - assim, como colocar gelo em uma articulação ou músculo dolorido, a aplicação direcionada de temperatura fria diretamente nos nervos pode bloquear a condução dos sinais de dor, proporcionando alívio temporário.

No entanto, os aparelhos atuais de resfriamento de nervos são volumosos e rígidos, com resfriamento inespecífico e requisitos de alta potência - qualidades que impedem seu uso clínico prático.

Para resolver isso, Jonathan Reeder e colegas da Universidade Northwestern (EUA) desenvolveram um sistema de resfriamento de nervo macio, miniaturizado e implantável, baseado em tecnologias eletrônicas flexíveis e microfluídicas de última geração. A equipe usou uma transição de fase de líquido para gás dentro de canais microfluídicos criados em uma faixa elástica. Essa faixa é colocada de forma a envolver nervos periféricos, fornecendo um resfriamento direcionado. Um sensor térmico integrado monitora e controla a temperatura em tempo real.

Aparelho resfria nervos para alívio direcionado da dor
Os primeiros usos do aparelho deverão ser no controle da dor pós-operatória.
[Imagem: Jonathan T. Reeder et al. - 10.1126/science.abl8532]

Implantável e reabsorvível

Como o dispositivo é feito de materiais solúveis em água e biocompatíveis, ele é biorreabsorvível (ou seja, pode se degradar no corpo), permitindo que ele seja implantado sem a preocupação com uma cirurgia adicional de remoção.

Para demonstrar a capacidade do dispositivo, os pesquisadores realizaram experimentos in vivo em animais com dor neuropática, resfriando com rapidez e precisão os nervos periféricos para fornecer alívio da dor local e sob demanda.

A equipe acredita que, uma vez totalmente desenvolvido e aprovado, o aparelho se tornará uma maneira eficaz e reversível de aliviar a dor, inclusive após amputações, enxertos de nervos ou cirurgias de descompressão da coluna vertebral.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Soft, bioresorbable coolers for reversible conduction block of peripheral nerves
Autores: Jonathan T. Reeder, Zhaoqian Xie, Quansan Yang, Min-Ho Seo, Ying YanYujun Deng, Katherine R. Jinkins, Siddharth R. Krishnan, Claire Liu, Shannon McKay, Emily Patnaude, Alexandra Johnson, Zichen Zhao, Moon Joo Kim, Yameng XuIvy Huang, Raudel Avila, Christopher Felicelli, Emily Ray, Xu Guo, Wilson Z. Ray, Yonggang Huang, Matthew R. MacEwan, John A. Rogers
Publicação: Science
Vol.: 377, Issue 6601 - pp. 109-115
DOI: 10.1126/science.abl8532
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Dores Crônicas

Equipamentos Médicos

Implantes

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.