04/09/2020

As pessoas adoram grandes vitórias individuais - de equipes, nem tanto

Redação do Diário da Saúde
As pessoas adoram grandes vitórias individuais - de equipes, nem tanto
Mas cuidado, não são apenas os heróis que nos inspiram: os vilões podem despertar nosso lado sombrio.
[Imagem: Tom Workman/Pixabay]

Sucesso pessoal

As pessoas adoram acompanhar indivíduos que, de alguma forma, se mostram "extraordinários" em suas áreas de atuação durante longos períodos - de atletas a executivos de grandes empresas.

Mas as pessoas não se mostram tão interessadas em ver sucessos tão duradouros de equipes ou grupos de pessoas.

Esse resultado pode parecer surpreendente com tantos milhões de pessoas acompanhando esportes coletivos, mas o professor Jesse Walker, da Universidade Estadual de Ohio (EUA) acredita ter a resposta para explicá-lo: "O sucesso extraordinário de indivíduos inspira admiração nas pessoas de uma forma que o sucesso de uma equipe não inspira."

"Quando vimos Usain Bolt ganhar três medalhas de ouro consecutivas, isso expande o que pensávamos ser o limite do potencial humano. Vitórias consecutivas por equipe não mudam tanto o que pensamos que os humanos podem alcançar," acrescentou o pesquisador.

Walker e seu colega Thomas Gilovich, da Universidade Cornell, chegaram a essas conclusões depois de realizarem nove experimentos, envolvendo 2.625 pessoas.

Indivíduo versus equipe

Em um dos experimentos, eles examinaram a opinião das pessoas sobre o sucesso de Usain Bolt, o velocista jamaicano que venceu os 100 metros rasos nas últimas três Olimpíadas. Bolt também integrou a equipe que conquistou a medalha de ouro no revezamento 4x100 metros nos mesmos jogos olímpicos.

Mas muito mais pessoas relataram que prefeririam ver Bolt ganhar a medalha de ouro em um evento individual nas próximas Olimpíadas do que no evento de revezamento.

E a preferência por ver sequências de sucessos individuais não se aplicou apenas a atletas famosos em esportes populares. Em outros experimentos, os participantes ouviram falar sobre um obscuro esporte italiano da Idade Média, chamado Cálcio Fiorentino, uma mistura de futebol e rúgbi.

Os participantes também foram informados sobre uma versão individual do esporte e leram sobre um superastro fictício que teria ganho o campeonato seis vezes consecutivas. A maioria se mostrou mais propensa a dizer que queria que ele vencesse pela sétima vez, em comparação com aqueles que leram sobre um time que teria ganho o campeonato seis vezes consecutivas.

Origem do sucesso

Outros experimentos analisaram por que as pessoas sentem de maneira diferente as vitórias consecutivas em equipe e individuais.

Os resultados mostraram que as pessoas atribuem as sequências individuais de sucesso às próprias pessoas, enquanto o sucesso de uma equipe foi atribuído a fatores situacionais.

"Quando um indivíduo está em uma sequência de sucesso, é muito mais fácil identificar quem é o responsável - eles são os donos do seu sucesso. Com um grupo ou equipe, há tantas pessoas envolvidas e tantas partes envolvidas que fica menos claro. Pode haver uma série de fatores que explicam o sucesso de um grupo," disse Walker.

"Descobrimos que as pessoas veem as sequências de vitórias individuais como atribuíveis diretamente aos talentos ou esforços dos indivíduos envolvidos, o que inspira sentimentos de admiração que presumivelmente curtem e gostariam que continuasse," finalizou o psicólogo.

Checagem com artigo científico:

Artigo: The streaking star effect: Why people want superior performance by individuals to continue more than identical performance by groups
Autores: Jesse Walker, Thomas Gilovich
Publicação: Journal of Personality and Social Psychology
DOI: 10.1037/pspa0000256
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Comportamento

Relacionamentos

Emoções

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.