25/01/2022

Cérebro presta atenção a vozes desconhecidas durante o sono

Redação do Diário da Saúde
Cérebro presta mais atenção a vozes desconhecidas durante o sono
FV representa as vozes familiares, enquanto UFV representa as vozes de desconhecidos.
[Imagem: Ameen et al. - 10.1523/JNEUROSCI.2524-20.2021]

Vozes que acordam

Uma boa noite de sono não é tão simples quanto parece - ou, pelo menos, você não está tão desacordado como pode pensar.

Enquanto você dorme, seu cérebro continua a monitorar o ambiente, equilibrando a necessidade de proteger o sono com a necessidade de acordar.

Um exemplo de como o cérebro consegue isso é respondendo seletivamente a vozes desconhecidas, em comparação com vozes familiares.

Pesquisadores da Universidade de Salzburgo (Áustria) monitoraram a atividade cerebral de adultos dormindo. Durante o sono dos voluntários, eles tocavam gravações de vozes familiares e desconhecidas para cada um.

Os voluntários acordaram muito mais quando eram tocadas vozes desconhecidas do que quando eram tocadas vozes familiares.

Cérebro em modo sentinela

Os exames mostraram que as vozes desconhecidas induziram a geração de mais complexos K, um tipo de onda cerebral ligada a perturbações sensoriais durante o sono.

Embora vozes familiares também possam desencadear complexos K, apenas aquelas desencadeadas por vozes desconhecidas foram acompanhadas por mudanças em grande escala na atividade cerebral ligadas ao processamento sensorial.

As respostas cerebrais às vozes desconhecidas ocorreram com menos frequência à medida que a noite avançava e a voz, antes desconhecida, se tornava mais familiar, indicando que o cérebro pode aprender durante o sono.

Esses resultados sugerem que os complexos K permitem que o cérebro entre em um "modo de processamento sentinela", onde o cérebro permanece adormecido, mas retém a capacidade de responder a estímulos relevantes.

Uma ressalva é que outras pesquisas já mostraram que o som do choro do próprio filho - um som absolutamente familiar - faz as mães acordarem quase instantaneamente, em comparação mesmo com barulhos bem mais altos.

Checagem com artigo científico:

Artigo: The brain selectively tunes to unfamiliar voices during sleep
Autores: Mohamed S. Ameen, Dominik PJ Heib, Christine Blume, Manuel Schabus
Publicação: The Journal of Neuroscience
DOI: 10.1523/JNEUROSCI.2524-20.2021
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Mente

Neurociências

Sono

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.