30/06/2021

Gás hilariante alivia depressão severa rapidamente

Redação do Diário da Saúde
Gás hilariante alivia depressão severa rapidamente
O N2O já é usado medicinalmente, por exemplo, para aliviar a dor na hora do parto.
[Imagem: Michael Schwarzenberger/Pixabay]

Gás hilariante

Uma única sessão de inalação com gás de óxido nitroso, em uma concentração de 25%, pode aliviar rapidamente os sintomas da depressão resistente ao tratamento.

E os efeitos duram muito mais tempo do que se previa, com alguns participantes experimentando melhorias por mais de duas semanas.

Comumente conhecido como "gás hilariante", o óxido nitroso é frequentemente usado como um anestésico que proporciona alívio da dor de curto prazo em odontologia e cirurgia.

Estes novos resultados reforçam a evidência de que os tratamentos não tradicionais podem ser uma opção viável para os pacientes cuja depressão não responde aos medicamentos antidepressivos.

E também pode fornecer uma opção de tratamento de eficácia rápida, para emergências, quando pacientes entram em crise.

Cetamina e depressão

Em um estudo anterior, os pesquisadores testaram os efeitos de uma sessão de inalação de uma hora com gás de óxido nitroso a 50% em 20 pacientes, o que gerou melhorias rápidas nos sintomas depressivos do paciente que duraram pelo menos 24 horas, em comparação com o placebo.

No entanto, vários pacientes apresentaram efeitos colaterais negativos, incluindo náuseas, vômitos e dores de cabeça.

"Ficamos imaginando se nossa concentração anterior de 50% tinha sido muito alta. Talvez diminuindo a dose, poderíamos encontrar o 'ponto Cachinhos Dourados' que maximizaria o benefício clínico e minimizaria os efeitos colaterais negativos," contou o professor Peter Nagele, da Universidade de Chicago (EUA).

Mas os pesquisadores enriqueceram seu novo conjunto de experimentos ao incluir observações de pesquisas sobre cetamina e depressão.

"Como o óxido nitroso, a cetamina é um anestésico e tem havido um trabalho promissor usando a cetamina em uma dose subanestésica para tratar a depressão," acrescentou o professor Nagele.

Óxido nitroso contra depressão

A equipe então repetiu com 20 pacientes um protocolo semelhante ao do estudo com cetamina, desta vez adicionando uma sessão de inalação adicional com óxido nitroso 25%.

Eles constataram que, mesmo com apenas metade da concentração de óxido nitroso, o tratamento foi quase tão eficaz quanto os 50% aplicados anteriormente, mas desta vez com apenas um quarto dos efeitos colaterais negativos.

Além disso, os pesquisadores analisaram os escores de depressão clínica dos pacientes após o tratamento por um período mais longo: Enquanto o estudo anterior avaliou apenas os sintomas de depressão até 24 horas após a aplicação da terapia alternativa, o novo estudo conduziu avaliações adicionais ao longo de duas semanas.

Surpreendentemente, após apenas uma única administração, a melhora de alguns pacientes nos sintomas de depressão durou todo o período de avaliação.

"A redução dos efeitos colaterais foi inesperada e bastante drástica, mas ainda mais emocionante, os efeitos depois de uma única administração duraram duas semanas inteiras," disse Nagele. "Isso nunca foi mostrado antes. É uma descoberta muito legal."

Embora continue sendo um desafio conseguir que os tratamentos não tradicionais para a depressão sejam aceitos na corrente principal da comunidade científica e médica, os pesquisadores esperam que esses resultados, bem como de outros estudos semelhantes, abram as mentes dos médicos relutantes em relação às propriedades exclusivas dessas terapias alternativas de alta eficácia.

Checagem com artigo científico:

Artigo: A phase 2 trial of inhaled nitrous oxide for treatment-resistant major depression
Autores: Peter Nagele, Ben J. Palanca, Britt Gott, Frank Brown, Linda Barnes, Thomas Nguyen, Willa Xiong, Naji C. Salloum, Gemma D. Espejo, Christina N. Lessov-Schlaggar, Nisha Jain, Wayland W. L. Cheng, Helga Komen, Branden Yee, Jacob D. Bolzenius, Alvin Janski, Robert Gibbons, Charles F. Zorumski, Charles R. Conway
Publicação: Science Translational Medicine
Vol.: 13, Issue 597, eabe1376
DOI: 10.1126/scitranslmed.abe1376
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Terapias Alternativas

Comportamento

Emoções

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.