23/10/2020

Ideias de outros podem impedir fixação que atrapalha criatividade

Redação do Diário da Saúde
Ideias de outras pessoas podem impedir
Por estranho que possa parecer, tentar não ser criativo pode ser um bom caminho para uma maior criatividade.
[Imagem: Iowa State University]

Ideia fixa

Ao tentar resolver problemas, as pessoas costumam recorrer a experiências anteriores que funcionaram, às vezes sem considerar outras soluções.

Em outras palavras, elas ficam em sua zona de conforto, algo que os psicólogos chamam de "fixação".

Mas se você está em um beco sem saída, tentando resolver o seu problema de maneira criativa, pode ser uma boa ideia experimentar as ideias de outras pessoas.

"Os cientistas têm presumido que as pessoas que não veem um exemplo fornecido são livres para buscar uma ampla variedade de soluções; no entanto, nos perguntamos se essas pessoas também podem ficar fixadas em sua própria ideia inicial, limitando sua criatividade da mesma forma que com um exemplo dado a elas," explicou Colleen Seifert, da Universidade de Michigan (EUA).

Os experimentos foram feitos com estudantes de engenharia, mas a equipe afirma que seus resultados são aplicáveis em qualquer área que envolva a solução criativa de problemas.

Ideias de fora

Cerca de 120 estudantes universitários participaram de experimentos para criar uma xícara de café anti-derramamento ou um suporte para bicicletas para ser montado no carro - metade viu uma solução de exemplo e a outra metade não. Todos os alunos então debateram mais ideias por 30 minutos.

Os pesquisadores analisaram os conceitos finais de ambos os grupos quanto à semelhança com a primeira solução que viram - ou o exemplo fornecido ou o próprio conceito inicial que apresentaram na discussão.

Surpreendentemente, os alunos que não viram o exemplo fornecido mostraram maior fixação em suas próprias primeiras ideias. Aqueles que receberam uma solução de exemplo inicial mostraram alguma fixação, mas não tanto.

Os alunos que trabalharam sem um exemplo fornecido criaram mais conceitos de design. No entanto, esses conceitos também eram mais semelhantes ao seu próprio conceito inicial. Talvez a introdução de um projeto de exemplo de uma fonte externa - não criado pela própria pessoa - motive a busca por novas ideias, disse a pesquisadora Shanna Daly.

Habilidade metacognitiva

Para verificar se é possível diminuir a fixação em exemplos iniciais, ambos os grupos continuaram a criar mais conceitos em uma segunda fase (30 minutos), usando estratégias de criatividade chamadas de "Heurísticas de Design", para inspirar ideias mais variadas.

Com essas instruções levando os engenheiros em novas direções, ambos os grupos experimentaram menos fixação durante esta fase e mais disposição para considerar outras ideias.

Além disso, quando os projetistas tomaram conhecimento de suas fixações, eles melhoraram sua capacidade de resolver os problemas seguintes.

"Estas descobertas sugerem que aprender a reconhecer sua própria fixação pode ser uma habilidade metacognitiva importante no gerenciamento da busca por resultados criativos em design," disse a professora Keelin Leahy.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Design Fixation From Initial Examples: Provided Versus Self-Generated Ideas
Autores: Keelin Leahy, Shanna R. Daly, Seda McKilligan, Colleen M. Seifert
Publicação: Journal of Mechanical Design
Vol.: 101402
DOI: 10.1115/1.4046446
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Criatividade

Educação

Trabalho e Emprego

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.