18/01/2019

Implante usa luz para tratar problemas na bexiga

Redação do Diário da Saúde
Implante usa luz para tratar problemas na bexiga
Esta tomografia computadorizada mostra o pequeno dispositivo implantado ao redor da bexiga de uma cobaia. O aparelho usa sinais luminosos de LEDs para ativar células nervosas na bexiga e controlar problemas de incontinência.
[Imagem: Gereau Lab/Universidade de Washington]

Eletrônica contra incontinência urinária

Uma equipe de neurocientistas e engenheiros desenvolveu um dispositivo implantável minúsculo que tem potencial para ajudar pessoas com problemas de bexiga a evitar a necessidade de medicamentos ou estimuladores eletrônicos.

O dispositivo macio e flexível detecta a hiperatividade na bexiga e, em seguida, usa a luz de LEDs minúsculos biointegrados para conter o desejo de urinar.

Bexiga hiperativa, dor, queimação e uma necessidade frequente de urinar são problemas comuns e angustiantes. Por cerca de 30 anos, muitos pacientes com essas condições têm sido tratados com estimuladores que enviam uma corrente elétrica para o nervo que controla a bexiga. Esses implantes melhoram a incontinência e a bexiga hiperativa, mas também podem interromper a sinalização nervosa normal para outros órgãos.

"Estamos entusiasmados com esses resultados. Este aparelho reúne os elementos-chave de um sistema implantável autônomo que pode operar em sincronia com o corpo para melhorar a saúde: Um sensor biofísico de precisão da atividade de um órgão; um meio não-invasivo de modular essa atividade; um módulo macio e sem bateria para comunicação e controle sem fios; e algoritmos de análise de dados para operação em circuito fechado," comemorou o professor John Rogers, que desenvolveu o equipamento com colegas das universidades de Washington, Illinois em Urbana-Champaign e Northwestern (EUA).

O aparelho funcionou bem em animais de laboratório e, depois de avançar rumo aos testes em humanos, poderá ajudar pessoas que sofrem de incontinência urinária.

A nova estratégia de tratamento foi descrita em um artigo publicado na revista Nature.


Ver mais notícias sobre os temas:

Implantes

Robótica

Raios Laser

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.