30/06/2022

Menopausa não é tão difícil quanto é retratada pela mídia

Redação do Diário da Saúde
Menopausa não é tão difícil quanto é retratada pela mídia
Práticas de atenção plena aliviam sintomas da menopausa.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Discurso sobre a menopausa

Tratar a menopausa como uma deficiência hormonal que requer tratamento é impreciso e alimenta expectativas negativas que podem ser prejudiciais para as mulheres, argumentam especialistas.

A menopausa é um evento natural para todas as mulheres, mas a experiência varia consideravelmente de uma mulher para outra e na mesma mulher ao longo do tempo, escrevem a Dra. Martha Hickey e seus colegas da Universidade de Melbourne (Austrália).

Embora as mulheres com ondas de calor severas e suores noturnos geralmente se beneficiem de uma terapia hormonal na menopausa, a maioria das mulheres considera a menopausa um processo natural e prefere não tomar medicamentos - há 4 tipos de calor na menopausa: Qual é o seu?

Os pesquisadores afirmam haver uma necessidade urgente de uma narrativa mais realista e mais equilibrada que conteste ativamente esse discurso, que eles acreditam ser parte do preconceito de gênero.

Por exemplo, esse estereótipo de que a menopausa é algo ruim não é suportado por estudos qualitativos, que mostram que as mulheres relatam consequências positivas e negativas da menopausa. Os resultados positivos incluem ausência de menstruação, sintomas pré-menstruais e necessidade de contracepção.

Medicalização da menopausa

Fatores sociais e culturais desempenham um papel importante nas expectativas das mulheres e nas experiências da menopausa. Em sociedades onde as mulheres são valorizadas por sua juventude e fertilidade, a menopausa é sinônimo de declínio.

A crença de que o envelhecimento pode ser retardado ou revertido pela terapia de reposição hormonal (TRH) persiste e é reforçada pela mídia, literatura médica e informações para mulheres, muitas vezes impulsionadas por interesses de marketing, escrevem os especialistas.

Além disso, a medicalização, com seu foco estreito nos sintomas, leva as mulheres a esperar o pior. Isso pode afetar diretamente como elas vivenciam a menopausa, uma vez que as mulheres com expectativas negativas são mais propensas a ter sintomas incômodos.

Após a menopausa, as mulheres têm atitudes mais positivas, "sugerindo que as expectativas negativas mediadas socialmente nem sempre correspondem à realidade das experiências das mulheres," observam os autores.

Celebrar as conquistas

Estudos também sugerem que a maioria das mulheres se sente despreparada para a menopausa e carece de conhecimento importante sobre o que esperar e como otimizar sua saúde.

"Juntamente com a discussão pública limitada, educação pobre e vergonha associada ao envelhecimento das mulheres, isso leva ao constrangimento e expectativas negativas sobre a menopausa," escrevem eles.

Por conta disso, os autores pedem esforços para aumentar a conscientização pública e reduzir o estigma em torno da menopausa e do envelhecimento para ajudar a melhorar a experiência das mulheres.

"Normalizar o envelhecimento das mulheres e celebrar a força, a beleza e as conquistas das mulheres mais velhas pode mudar a narrativa e fornecer modelos positivos," sugerem eles.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Normalising menopause
Autores: Martha Hickey, Myra S Hunter, Nanette Santoro, Jane Ussher
Publicação: The BMJ
DOI: 10.1136/bmj-2021-069369
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde da Mulher

Sexualidade

Terceira Idade

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.