05/05/2020

Não meça seu valor pelo seu sucesso material: Não funciona

Redação do Diário da Saúde
Não se valorize pelo seu sucesso material: Não funciona

Contingência Financeira da Autoestima

Embora pesquisas já tenham indicado que indivíduos que baseiam sua autoestima em seu sucesso financeiro geralmente se sentem solitários na vida cotidiana, um novo estudo tentou desvendar pela primeira vez por que existe essa conexão.

"Quando as pessoas baseiam sua autoestima no sucesso financeiro, elas experimentam sentimentos de pressão e falta de autonomia, associados a resultados sociais negativos," diz a professora Lora Park, da Universidade de Buffalo (EUA), que fez o trabalho em conjunto com colegas da Escola de Administração de Harvard.

No centro desta pesquisa está um conceito que os psicólogos chamam de "Contingência Financeira da Autoestima".

Quando a autoestima das pessoas depende de dinheiro, elas veem seu sucesso financeiro como estando vinculado ao âmago de quem elas são como pessoa. O grau em que são bem-sucedidas financeiramente se relaciona com a forma como se sentem em relação a si mesmas - sentindo-se bem quando pensam que estão se saindo bem financeiramente, mas sentindo-se inúteis se se sentem inseguras financeiramente.

Esta pesquisa envolveu mais de 2.500 participantes em cinco experimentos diferentes que procuraram relações entre contingência financeira da autoestima e variáveis-chave, como tempo gasto com outras pessoas, solidão e desconexão social. Isso incluiu um estudo diário que acompanhou os participantes durante um período de duas semanas para avaliar como eles estavam se sentindo por um longo período de tempo sobre a importância do dinheiro e do tempo gasto em várias atividades sociais.

"Vimos associações consistentes entre valorizar o dinheiro em termos de quem você é e experimentar resultados sociais negativos em trabalhos anteriores, e isso nos levou a perguntar por que essas associações estão presentes," disse Ward.

Não se valorize pelo seu sucesso material: Não funciona
"Quando as pessoas baseiam sua autoestima no sucesso financeiro, elas experimentam sentimentos de pressão e falta de autonomia, associados a resultados sociais negativos," diz a professora Lora Park.
[Imagem: University at Buffalo]

Valorizar-se pelo sucesso financeiro

Os resultados mostraram que não é o dinheiro em si, ou o sucesso material, que leva à sensação de isolamento: É o próprio isolamento que funciona como agente, gerado pela dedicação excessiva ao lado material.

"Sentir essa pressão para alcançar metas financeiras significa que estamos nos dedicando ao trabalho ao custo de dedicar tempo com os entes queridos, e é a falta de tempo gasto com pessoas próximas a nós que está associada a sentir-se sozinha e desconectada," complementa a professora Deborah Ward.

Essa descoberta enfatiza o papel das redes sociais e das relações pessoais na manutenção da boa saúde mental, destacando por que as pessoas devem preservar essas conexões, mesmo diante de obstáculos ou quando estão buscando objetivos desafiadores.

"A depressão e a ansiedade estão ligadas ao isolamento, e certamente estamos vendo isso agora com as dificuldades que temos em nos conectar com os amigos durante a pandemia da covid-19," disse Ward. "Essas conexões sociais são importantes. Precisamos delas como seres humanos para nos sentirmos seguros, mentalmente saudáveis e felizes. Mas muito do que é necessário para alcançar o sucesso no domínio financeiro ocorre às custas de passar tempo com a família e os amigos."

Assim, não é o sucesso financeiro em si que é problemático e nem mesmo o desejo de obter mais dinheiro que cria a associação entre busca de objetivos materiais e a solidão: É a desconexão social que essa busca gera.

"Vemos estes resultados como uma evidência adicional de que as pessoas que baseiam sua autoestima em dinheiro provavelmente se sentirão pressionadas a obter sucesso financeiro, o que está ligado à qualidade de seus relacionamentos com os outros," concluiu Ward.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Cant Buy Me Love (or Friendship): Social Consequences of Financially Contingent Self-Worth
Autores: Deborah E. Ward, Lora E. Park, Kristin Naragon-Gainey, Ashley V. Whillans, Han Young Jung
Publicação: Personality and Social Psychology Bulletin
DOI: 10.1177/0146167220910872

Ver mais notícias sobre os temas:

Felicidade

Sentimentos

Relacionamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.