01/07/2022

Não tome café antes das compras, ou você irá gastar mais

Redação do Diário da Saúde
Não tome café antes das compras, ou você irá gastar mais
Esta é mais uma tática interessante para evitar comprar por impulso.
[Imagem: University of Wuerzburg]

Cafeína impulsiona compras

Se você está tentando reduzir suas compras por impulso, talvez possa conseguir melhores resultados não visitando as cafeterias do shopping - ou não saindo para as compras depois de tomar café em casa.

Psicólogos descobriram que a cafeína afeta o que as pessoas compram e quanto gastam ao fazer compras - e afeta muito.

A equipe de pesquisa realizou três experimentos em lojas de varejo, que curiosamente vêm adicionando cada vez mais cafés perto de suas entradas.

Eles descobriram que os compradores que bebiam uma xícara de café com cafeína de cortesia antes de percorrer as lojas gastavam cerca de 50% mais dinheiro e compravam quase 30% mais itens do que os compradores que bebiam café descafeinado ou água.

"A cafeína, como um estimulante poderoso, libera dopamina no cérebro, o que excita a mente e o corpo. Isso leva a um estado energético mais alto, que por sua vez aumenta a impulsividade e diminui o autocontrole," explicou Dipayan Biswas, da Universidade do Sul da Flórida (EUA). "Como resultado, a ingestão de cafeína leva à impulsividade de compras em termos de maior número de itens comprados e maiores gastos."

Café torna pessoas mais gastadoras

Os experimentos consistiram em instalar uma máquina de café expresso nas entradas de uma rede de varejo e de uma loja de artigos para o lar na França, e em uma loja de departamentos na Espanha. Na entrada, mais de 300 compradores receberam uma xícara de café de cortesia - com cerca de metade do café oferecido contendo cerca de 100 mg de cafeína, e a outra metade café descafeinado ou água.

Ao ganhar a cortesia, os consumidores se comprometiam a mostrar seus recibos de compra quando saíam das lojas.

Os consumidores que receberam café com cafeína compraram um número significativamente maior de itens e gastaram mais dinheiro, em comparação com aqueles que tinham tomado café descafeinado ou água.

Os pesquisadores descobriram que a cafeína também afetou os tipos de itens que as pessoas compraram: As que tomaram café com cafeína compraram mais itens não essenciais do que os outros compradores, como velas perfumadas e fragrâncias. No entanto, houve uma diferença mínima entre os dois grupos quando se tratava de compras utilitárias, como utensílios de cozinha e recipientes para armazenamento.

"Embora quantidades moderadas de ingestão de cafeína possam trazer benefícios positivos para a saúde, pode haver consequências não intencionais de consumir cafeína durante as compras," disse Biswas. "Ou seja, os consumidores que tentam controlar os gastos impulsivos devem evitar consumir bebidas com cafeína antes de fazer compras."

Checagem com artigo científico:

Artigo: EXPRESS: Caffeine's Effects on Consumer Spending
Autores: Show less Dipayan Biswas, Patrick Hartmann, Martin Eisend, Courtney Szocs, Bruna Jochims, Vanessa Apaolaza, Erik Hermann, Cristina M. López, Adilson Borges
Publicação: Journal of Marketing
DOI: 10.1177/00222429221109247
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Consumo Responsável

Alimentação e Nutrição

Comportamento

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.