05/07/2021

Neurônios do tempo colocam memórias em ordem cronológica

Redação do Diário da Saúde
Neurônios do tempo humanos codificam momentos específicos no tempo
Os neurônios do hipocampo disparam em momentos sucessivos de um intervalo temporal. Cada linha mostra o disparo para uma célula de tempo individual, calculada a média entre os testes. O eixo x corresponde ao tempo da duração mediana do ensaio. Os neurônios são classificados pela latência da taxa máxima de disparo.
[Imagem: Reddy et al., JNeurosci 2021]

Neurônios que marcam o tempo

Para relembrar uma experiência passada, precisamos juntar as peças na memória, lembrando quando eventos específicos aconteceram e em que ordem.

Agora, os cientistas confirmaram que os humanos também têm "neurônios do tempo", responsáveis por codificar essa informação temporal.

As memórias envolvem lembrar "o quê, onde e quando" das nossas experiências.

O "onde" parece ser codificado por células de localização no hipocampo, que disparam em resposta a locais específicos.

Já havia sido observado em cobaias (roedores) a existência de neurônios do hipocampo que disparam em resposta a momentos específicos no tempo - o "quando". A dificuldade em confirmar isso em humanos é que é preciso monitorar os neurônios em funcionamento em tempo real.

Leila Reddy e seus colegas da Universidade de Toulouse (França) acabam de confirmar que o cérebro humano também tem esses neurônios-relógio.

Cronômetro cerebral

Para conseguir fazer esse experimento tão delicado, a equipe contou com a ajuda de pacientes com epilepsia submetidos a um monitoramento invasivo em preparação para uma cirurgia, com a abertura prévia da caixa craniana.

Enquanto gravavam a atividade elétrica dos neurônios no hipocampo, os cientistas pediam que os pacientes visualizassem e memorizassem uma sequência de 5 a 7 imagens. Em intervalos aleatórios, os pesquisadores lhes perguntavam sobre a próxima imagem na sequência.

O que se viu é que alguns neurônios do hipocampo disparavam durante momentos específicos entre os testes, independentemente da imagem - eram os neurônios sensíveis ao tempo operando no cérebro humano.

Os neurônios continuavam cronometrando o tempo mesmo durante intervalos de 10 segundos sem imagens, enquanto os voluntários esperavam pelo prosseguimento do teste. Os pesquisadores conseguiram decodificar diferentes momentos no tempo com base na atividade de todo o grupo de neurônios.

Esses resultados demonstram que o cérebro humano contém neurônios que controlam o tempo, neurônios que podem desempenhar um papel essencial na organização temporal de momentos distintos de uma experiência.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Human hippocampal neurons track moments in a sequence of events
Autores: Leila Reddy, Benedikt Zoefel, Jessy K. Possel, Judith C. Peters, Doris Dijksterhuis, Marlene Poncet, Elisabeth C.W. van Straaten, Johannes C. Baayen, Sander Idema, Matthew W. Self
Publicação: Journal of Neuroscience
DOI: 10.1523/JNEUROSCI.3157-20.2021
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Cérebro

Neurociências

Memória

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.