02/08/2021

Pacientes com histórico de desnutrição têm maior risco de covid-19 grave

Redação do Diário da Saúde
Pacientes com histórico de desnutrição têm maior risco de covid-19 grave
Estima-se que a chamada síndrome pós-covid-19 atinja mais da metade dos pacientes.
[Imagem: Juraj Varga/Pixabay]

Desnutrição e covid-19

Adultos e crianças com covid-19 com histórico de desnutrição apresentam maior probabilidade de óbito e maior necessidade de ventilação mecânica.

A desnutrição prejudica o funcionamento adequado do sistema imunológico e é conhecida por aumentar o risco de infecções graves por outros vírus. Isso chamou a atenção dos pesquisadores para os potenciais efeitos a longo prazo da desnutrição sobre os resultados da covid-19, que apresenta uma manifestação de longo prazo conhecida como "covid longa".

Louis Ehwerhemuepha e seus colegas investigaram associações entre diagnósticos de desnutrição e a subsequente gravidade da covid-19 usando registros médicos de 8.604 crianças e 94.495 adultos (maiores de 18 anos) que foram hospitalizados com covid-19 nos Estados Unidos entre março e junho de 2020. Os pacientes com um diagnóstico de desnutrição foram então comparados com os pacientes sem problemas nutricionais.

De 520 (6%) crianças com covid-19 grave, 39 (7,5%) tinham diagnóstico prévio de desnutrição, em comparação com 125 (1,5%) de 7.959 (98,45%) crianças com covid-19 leve.

Dentre os 11.423 (11%) adultos com covid-19 grave, 453 (4%) tinham diagnóstico prévio de desnutrição, em comparação com 1.557 (1,8%) adultos com covid-19 leve.

As crianças maiores de cinco anos e os adultos de 18 a 78 anos com diagnóstico prévio de desnutrição apresentaram maior chance de chegar ao estágio grave da covid-19 do que aqueles sem histórico de desnutrição nas mesmas faixas etárias.

Fator não explicado

Curiosamente, os dados mostraram ainda que as crianças menores de cinco anos e os adultos com 79 anos ou mais tinham maior chance de ter covid-19 grave se não estivessem desnutridos - em comparação com aqueles da mesma idade que estavam desnutridos. Os pesquisadores não sabem explicar a razão desse efeito invertido, mas teorizam que, ao menos nas crianças, isso pode ser devido ao fato de haver menos dados médicos para menores de cinco anos.

O risco de covid-19 grave em adultos com e sem desnutrição aumenta continuamente acima dos 79 anos. Os pesquisadores sugerem que as intervenções de saúde pública para aqueles com maior risco de desnutrição podem ajudar a mitigar a maior probabilidade de covid-19 grave neste grupo.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Long-term effects of malnutrition on severity of covid-19
Autores: Alec Kurtz, Kenneth Grant, Rachel Marano, Antonio Arrieta, Kenneth Grant Jr, William Feaster, Caroline Steele, Louis Ehwerhemuepha
Publicação: Nature Scientific Reports
Vol.: 11, Article number: 14974
DOI: 10.1038/s41598-021-94138-z
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Vírus

Sistema Imunológico

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.