22/11/2021

Pequi é a fonte de novo anti-inflamatório e novo protetor solar

Com informações da Agência Fapesp
Pequi é a fonte de novo anti-inflamatório e novo protetor solar
Atualmente, menos de 10% da massa do pequi é aproveitada para a extração do óleo.
[Imagem: Lucinéia dos Santos/Unesp]

Pequi para a pele

Mais conhecido por suas aplicações culinárias, o óleo de pequi (Caryocar brasiliense), extraído a partir da polpa e da amêndoa do fruto originário do Cerrado, já é utilizado na indústria farmacêutica e de cosméticos.

No entanto, o que sobra após esse processo (cerca de 90% da massa) geralmente é descartado, gerando um desperdício que pode chegar a centenas de toneladas por ano.

Foi esse cenário que motivou pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp) a encontrar uma forma criativa, sustentável e barata de aproveitar os restos do fruto.

O resultado são dois novos produtos a partir dos resíduos de pequi: um creme com atividade anti-inflamatória e um protetor solar com propriedades antioxidantes, capazes de retardar o envelhecimento da pele.

As formulações apresentaram resultados promissores em testes farmacológicos. "Tivemos a mesma resposta que produtos já consolidados no mercado, utilizando uma matéria-prima genuinamente brasileira que iria para o lixo," disse a bioquímica Lucinéia dos Santos.

Cremes naturais mais baratoas

As novidades já foram patenteadas e estão disponíveis para licenciamento pela Agência Unesp de Inovação. Segundo Lucinéia, para produzir uma bisnaga de 60 gramas do novo creme anti-inflamatório, por exemplo, o custo aproximado seria de R$ 8,10. Atualmente, a mesma quantidade de um creme anti-inflamatório comercial, também feito com ativos naturais, chega a ser vendida por R$ 65,00.

"A indústria farmacêutica não para de buscar novas medicações e soluções estéticas que sejam eficazes, seguras, de baixo custo e que não causem consequências negativas para o organismo. Nós temos esses produtos. Além disso, nossas inovações contribuem para o bem-estar ambiental, econômico e social, agregando valor a um resíduo que normalmente é descartado", afirmou a professora.

Hoje já se sabe que o óleo de pequi previne e faz regredir o câncer e também protege contra doenças cardiovasculares.

Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos Naturais

Plantas Medicinais

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.