10/04/2019

É melhor tomar vacina contra gripe agora ou esperar o inverno?

Redação do Diário da Saúde
Qual é o melhor momento para tomar a vacina contra a gripe?
A eficácia da vacina contra a gripe pode ser ainda pior se ela for tomada de mau humor. Outros pesquisadores acreditam que a ineficácia da vacina contra gripe pode ser uma questão imunológica.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Qual é o melhor momento para tomar a vacina contra a gripe?

A baixa eficácia da vacina contra a gripe nos últimos anos tem sido responsável por um crescente desinteresse da população em tentar precaver-se contra a doença conforme o inverno se aproxima.

Mas parece haver um fator que pode ajudar a melhorar a eficácia da vacina: o momento de tomá-la.

Já se sabe que a proteção oferecida pela vacina contra a gripe diminui à medida que a estação avança, o que indica que esperar até mais perto do início do inverno garante uma maior imunidade.

No entanto, agora se constatou que, se a temporada da gripe chegar mais cedo ou se o atraso na vacinação fizer com que mais de uma em cada 20 pessoas que seriam vacinadas deixem de tomar a vacina contra a gripe, esses ganhos serão perdidos quando se olha a população como um todo.

"Há controvérsias na comunidade de saúde pública sobre se a vacinação contra influenza deve acontecer assim que a vacina estiver disponível, ou se é melhor esperar até o final do outono. O que descobrimos é que é um ato de equilíbrio, mas se um clínico acredita que um paciente retornará para a vacinação no fim do outono, então nossa análise mostra que é melhor se ele aconselhar esse paciente a esperar," disse o Dr. Kenneth Smith, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh (EUA).

Vacinar mais cedo ou vacinar no início do inverno?

Os pesquisadores usaram modelos de computador para comparar um período de vacinação "comprimido", que começa no início do inverno, com o período padrão, que normalmente começa mais cedo, para pessoas com 65 anos ou mais. Eles se concentraram nos adultos mais velhos porque diminuir a eficácia da vacina é uma ameaça maior para os idosos, cujos sistemas imunológicos não costumam ser tão fortes na defesa de infecções quanto os mais jovens. Os adultos mais velhos também têm taxas mais altas de vacinação precoce do que os adultos mais jovens.

Nas projeções para as estações normais e tardias da gripe, a vacinação comprimida salvou até 258 vidas e evitou até 22.062 casos de gripe, em comparação com o período padrão de vacinação - esses números são baseados na população dos EUA.

Mas, se a temporada de gripe atingir o pico mais cedo, como acontece em cerca de uma vez a cada quatro anos, o modelo projetou que dezenas a centenas de adultos idosos podem perder a vida por não terem sido vacinados a tempo.

Além disso, a equipe descobriu que, se mais de 5,5% dos adultos que adiarem a vacinação não receberem a vacina contra a gripe, a vacinação comprimida será uma falha e evitará menos casos de influenza do que a vacinação no período padrão.

Como orientar a população

Os pesquisadores afirmam que esses resultados podem ajudar os médicos a determinar quando oferecer imunização contra gripe a seus pacientes.

Se for um paciente com várias consultas por ano e que estará no consultório no fim do outono, então a espera é aconselhável.

Mas se for um paciente que faz apenas um check-up anual e for improvável que ele procure a vacina contra a gripe às vésperas do inverno, ou se oferecer vacinas durante uma janela comprimida sobrecarregará os postos de saúde, então vacinar quando for conveniente é a melhor opção.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Prevenção

Sistema Imunológico

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.