03/09/2019

Realidade Virtual tem alta eficácia contra dores fortes

Redação do Diário da Saúde
Realidade Virtual tem alta eficácia contra dores fortes
Foram usados vários aplicativos de realidade virtual para distrair os pacientes com dor forte.
[Imagem: Brennan Spiegel et al. - 10.1371/journal.pone.0219115]

Realidade virtual contra a dor

A realidade virtual terapêutica está emergindo como uma modalidade de tratamento não farmacológica eficaz contra a dor e várias outras condições.

Sessões de realidade virtual têm sido usadas para ajudar a tratar distúrbios de ansiedade, tonturas, apoiar a reabilitação física, distrair pacientes durante o tratamento de feridas e até formar melhores cirurgiões.

O Dr. Brennan Spiegel, do Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles (EUA), estava interessado em fazer uma avaliação mais criteriosa do uso da realidade virtual no tratamento da dor, uma vez que os experimentos feitos até agora foram limitados por tempos de intervenção curtos e falta de randomização.

Ele e sua equipe então randomizaram 120 pacientes internados durante sete meses, selecionando aqueles que apresentassem uma pontuação de dor superior a 3 em 10 durante as 24 horas anteriores. Os 61 pacientes sorteados para o grupo de intervenção passaram por 21 experiências imersivas de realidade virtual, incluindo um relaxamento guiado em ambientes naturais, um voo simulado e jogos animados, usando um fone de ouvido Samsung Gear Oculus. Cada um usou o aparelho por três sessões de dez minutos nas 48 horas subsequentes.

Outros 59 pacientes, do grupo de controle, foram instruídos a sintonizar seu aparelho de televisão em um canal de saúde e bem-estar que incluía relaxamentos guiados e leituras de poesia.

Queda real da dor

Em média, os escores de dor caíram 0,46 ponto no grupo controle e 1,72 ponto entre as pessoas que usaram a realidade virtual. Mas o resultado foi bem melhor entre os pacientes com dor inicial acima de 7 em 10, com uma redução de 0,93 ponto no grupo controle e de 3,04 pontos no grupo de realidade virtual.

Os efeitos da intervenção da realidade virtual na dor foram significativos, tanto inicialmente, quanto após 48 a 72 horas de uso, e os pacientes relataram maior satisfação com a experiência da realidade virtual do que com a televisão. Não houve diferença na prescrição de opioides entre os dois grupos.

Com os bons resultados obtidos, a equipe quer agora saber se algum tipo específico de realidade virtual produz efeitos melhores, eventualmente permitindo selecionar filmes e aplicativos que reduzam mais a dor.

"As evidências revelam que a terapia de realidade virtual pode conter os sinais de dor através de uma variedade de mecanismos. Neste estudo, o maior de seu tipo até hoje, pacientes hospitalizados com dor foram randomizados entre realidade virtual ou um programa de relaxamento na TV. A realidade virtual superou o controle e benefícios foram demonstrados ao longo de vários dias de uso," resumiu o professor Spiegel em seu estudo, publicado na revista PLOS ONE.


Ver mais notícias sobre os temas:

Terapias Alternativas

Robótica

Softwares

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.