06/12/2021

Segredo da regeneração de membros está no fígado dos animais

Redação do Diário da Saúde
Segredo da recuperação de membros está no fígado dos animais
Essas células regenerativas nunca haviam sido encontradas porque os cientistas pensavam que elas estivessem na medula óssea.
[Imagem: Ryan J. Debuque et al. - 10.3389/fcell.2021.750587]

Regeneração terapêutica

Em pesquisas recentes, uma equipe australiana descobriu que um tipo de glóbulo branco chamado macrófago é essencial para a regeneração dos membros no axolote, uma salamandra mexicana que é a campeã da regeneração na natureza.

A equipe descobriu que, sem os macrófagos, que fazem parte do sistema imunológico, a regeneração não ocorre: Em vez de crescer um novo membro onde o antigo foi decepado, o axolote forma uma cicatriz no local da lesão, que atua como uma barreira para a regeneração, assim como acontece em um mamífero, como um camundongo ou um ser humano.

Isso é interessante porque a regeneração está no centro de pesquisas, por exemplo, sobre o tecido cardíaco: A eventual recuperação do coração tem implicações revolucionárias para futuras terapias regenerativas.

Agora, a mesma equipe identificou a origem dos macrófagos pró-regenerativos no axolote: Eles são gerados no fígado.

Isso dá aos cientistas um lugar para procurar macrófagos pró-regenerativos em humanos. Curiosamente, esse lugar é o fígado, e não a medula óssea, que é a fonte da maioria dos macrófagos humanos.

Regeneração em humanos

Embora a perspectiva de regenerar um membro humano possa ser irreal a curto prazo, devido à complexidade de um membro, as terapias de medicina regenerativa poderiam ser potencialmente empregadas a curto prazo no tratamento de muitas doenças nas quais a cicatriz desempenha um papel patológico, incluindo o coração, doenças pulmonares e renais, bem como no tratamento das cicatrizes em si - por exemplo, no caso de vítimas de queimaduras.

"Em nossa pesquisa anterior, descobrimos que a cura sem cicatrizes depende de um único tipo de célula, o macrófago. Essa descoberta significa que temos uma saída. Se os axolotes podem se regenerar tendo um único tipo de célula como seu guardião, então talvez possamos alcançar a cura sem cicatrizes em humanos povoando nossos corpos com um tipo de célula guardiã equivalente, o que abriria a oportunidade para a regeneração," disse o professor James Godwin, do Instituto Australiano de Medicina Regenerativa.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Identification of the Adult Hematopoietic Liver as the Primary Reservoir for the Recruitment of Pro-regenerative Macrophages Required for Salamander Limb Regeneration
Autores: Ryan J. Debuque, Andrew J. Hart, Gabriela H. Johnson, Nadia A. Rosenthal, James W. Godwin
Publicação: Frontiers in Cell and Developmental Biology
DOI: 10.3389/fcell.2021.750587
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Sistema Imunológico

Células-tronco

Cuidados com a Pele

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.