Jabuticaba evita ganho de peso e combate pré-diabetes

Jabuticaba evita ganho de peso e combate pré-diabetes
Fotomicrografias do fígado das cobaias demonstrando redução do acúmulo de lipídeos e preservação da morfologia hepática após o tratamento com extrato de casca de jaboticaba em animais com sobrepeso induzido pelo consumo de dieta hiperlipídica.
[Imagem: Celina de Almeida Lamas]

Jabuticaba

O extrato da casca da jabuticaba mostrou-se capaz de prevenir o pré-diabetes e o aumento do acúmulo de gordura no fígado (esteatose hepática), além de fortes benefícios potenciais principalmente para quem passou da meia-idade.

Os experimentos em animais de laboratório foram feitos por um grupo de pesquisadores do Instituto de Biologia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

"Observamos que a ingestão do extrato da casca da jabuticaba por camundongos envelhecidos, submetidos a uma dieta com alto teor de gordura, também causou a diminuição no ganho de peso e da dislipidemia [aumento de gordura no sangue] e da hiperglicemia [excesso de glicose no sangue] e melhorou o HDL [colesterol bom] dos animais, entre outros benefícios," disse a professora Valéria Helena Quitete, coordenadora do projeto.

O extrato da casca da fruta nativa da Mata Atlântica apresentou grande concentração de compostos bioativos - substâncias que ocorrem naturalmente em alimentos e que interferem positivamente no metabolismo, mas que não são nutricionalmente necessárias.

"Conseguimos desenvolver um método que permite obter uma grande quantidade de compostos bioativos da casca de jabuticaba em um baixo volume de extrato," disse a pesquisadora Celina de Almeida Lamas.

As análises químicas do extrato demonstraram que o composto possui um alto teor de compostos fenólicos, como as antocianinas, presentes também no vinho tinto, com efeitos positivos no metabolismo orgânico.

Efeitos anti-envelhecimento

Os pesquisadores fizeram um experimento com camundongos em processo de envelhecimento a fim de avaliar o limite da dose de extrato da casca de jabuticaba que pode ser consumida para promover os efeitos benéficos desejados e se uma dose alta do composto amplificaria os efeitos.

O envelhecimento está diretamente associado à redução da capacidade metabólica e alterações do metabolismo hepático, glicídico e lipídico. Durante o envelhecimento há uma deficiência de controle do nível de glicose no sangue, um aumento da deposição de triglicerídeos no fígado e desequilíbrio hormonal. Além disso, é comum os idosos apresentarem dislipidemia, hiperinsulinemia, diabetes e doenças cardiovasculares.

A fim de potencializar esses efeitos danosos do processo de envelhecimento, os pesquisadores ofereceram aos camundongos uma dieta rica em gordura (lipídeos), capaz de promover ganho de peso, aumentar a gordura no fígado, estimular a dislipidemia e aumentar os níveis de glicose. A dieta possuía cinco vezes mais lipídeos do que uma dieta normal, suficiente para que os animais desenvolverem pré-diabetes e alterações hepáticas em apenas 60 dias.

Em todas as doses do extrato da casca de jabuticaba que foram testadas, o composto foi capaz de impedira o ganho de peso, além de diminuir o processo inflamatório e reduzir a hiperglicemia e a dislipidemia - o que preveniu o pré-diabetes.


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos Naturais

Plantas Medicinais

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.